quarta-feira, 21 de julho de 2010

 

Colorindo a capa do Almanaque Meteoro #02



Taí a capa do Almanaque Meteoro #02, editado pelo camarada Roberto Guedes, cuja capa, desenhada pelo Sebastião Seabra, teve as cores a meu cargo (clique nela para aumentar).
Fiquei contente pelo convite do Guedes, procurei fazer o melhor possível, e espero que o resultado final agrade :)

E tá sendo legal ver meu nome sendo citado (mesmo que só eu note ele lá haha) em sites como UniversoHQ, HQManiacs, etc. Tô muito bobo hehe. Agradeço mais uma vez a oportunidade e a confiança.

Para adquirir a edição, basta visitar o blog do Guedes-Manifesto (neste link), entrar em contato com o Guedes e pedir a sua. São 5 pilas com frete e tudo, tá baratinho e tá muito bom :)

Aqui está a arte da capa "limpa", sem os títulos e chamadas.

(clique para ver maior)


E aqui, ela sem as cores.

(clique para ver maior)

Um detalhe curioso é que o desenho original do Seabra era este abaixo, mas o Guedes pediu para eu editar a imagem, cobrindo os seios da moça, em razão da revista também ser lida por crianças, e também pela possibilidade do jornaleiro ensacar a revista ou colocá-la em outro setor que não fosse o de quadrinhos.

Então ficou assim, cobri os seios dela e ainda criei uma tanguinha, pra deixá-la, digamos, mais comportada.

(clique para ver maior a arte original de Sebastião Seabra)



PS.: Antes disso, havia colocado as cores nesta arte abaixo do Marcelo Borba (que não é meu parente hehe), que posteriormente foi utilizada para edição 02 do Meteoro Comics, publicado pela Júpiter II.

Mais sobre esta edição aqui.


(clique para ver maior)

Marcadores: , , ,


Comentários:
Parabéns pela capa Borba, ficou excelente mesmo. E muito boa a curiosidade sobre o biquini da moça.

Ah sim... seu nome está no capacete.
 
Parabéns pela capa, você é um grande artista. Sou fanzão do Guedes e estou deixando comentários sobre Meteoro em todas as páginas virtuais que encontro, pois acredito que divulgart o quadrinho brasileiro de qualidade seja muito importante. Nunca me entusiasmei tanto com um super-herói brazuca assim desde os tempos do Judoka. Comprei os 3 livros do Guedes e tenho todas as versões do Meteoro, mas com certeza a nova, publicada no ALMANAQUE METEORO se trata da melhor. O texto do Guedes é moderno e muito inteligente; repleto de referências pop e mensagens "subliminares". O fantasma encapotado que intercepta Roger Mandari na rua, parafraseia Mick Jagger e até o livro de Jó, quando diz que ele vem de "rodear e passear pela Terra há muito tempo", o que me faz concluir que não é ele quem dá os poderes pra Roger Mandari, e sim o próprio Deus - haja vista que a palavra "Shekinah" significa "a presença de Deus" e ela aparece no espaço como se fosse uma onomatopéia do estripitar do meteoro que atinge Roger. Ora, som não se propaga no espaço, e "Shekinah", assim, se o encapotado cita o diabo (no livro de Jó), não pode ter sido ele a dar o poder pro mocinho. Então não é coincidência, tampouco uma mancada do Guedes, a palavra está ali de propósito. Na teoria, só Deus poderia falar no espaço. Que coisa genial! Guedes deixou ganchos na HQ de origem do personagem, pra explorar mais adiante. Mal posso esperar pela sequencia dos acontecimentos. Se você tiver mais novidades, poste pra gente saber.
 
Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]



Links para esta postagem:

Criar um link



<< Página inicial

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Assinar Postagens [Atom]